Contabilidade ambiental: entenda o que é essa tendência

Sustentabilidade é uma das palavras mais faladas dos últimos tempos. Tornou-se uma tendência, um estilo de vida, um hábito. A ocorrência de desastres naturais, escassez de recursos em muitos locais e previsões desastrosas para os próximos anos têm levantado debates no mundo todo acerca de como estamos cuidando do ambiente em que vivemos. 

 

Por isso, cada vez mais pessoas se engajam em causas relacionadas ao consumo consciente, bons hábitos e respeito ao ecossistema. Afinal, os recursos são limitados. 

 

Reconhecido por abordar a maneira como se deve agir em relação à natureza, o conceito de sustentabilidade é baseado em três princípios: o social, o ambiental e o econômico. E é sobre esse último que queremos falar com você, empreendedor!

 

Você já ouviu falar sobre contabilidade ambiental? E você sabia que o impacto ao meio ambiente pode gerar muitos custos para a sua empresa? Nós, da Comece com o Pé Direito, estamos aqui para te explicar tudo e ajudar a não cometer alguns errinhos que podem custar bem caro. Embarca com a gente nesse post que vale cada minuto de leitura.

 

O que contabilidade tem a ver com sustentabilidade e meio ambiente?

 

Se você está lendo isso, é porque se preocupa com o mundo ao seu redor e com os impactos que sua empresa pode causar ao meio ambiente. Então, parabéns! Mas, que tal compreender melhor sobre como de fato contabilidade e sustentabilidade se relacionam, para depois poder aplicar essa ferramenta no seu negócio?

 

Então, à medida em que a sociedade como um todo se conscientiza sobre os problemas ambientais e escassez de recursos naturais, que não se renovam na mesma proporção em que são utilizados, a contabilidade ambiental começa a ganhar força como forma de promover a sustentabilidade empresarial. Ela representa a ramificação da contabilidade na qual são registrados e controlados dados correspondentes às ações da empresa que afetam o meio ambiente.

 

Ao mesmo tempo em que a contabilidade ambiental auxilia na análise do impacto da empresa na natureza, ela auxilia também na identificação de qual será o resultado financeiro desses impactos para a empresa. Ou seja, por ser uma enorme fonte de registro, interpretação e informação de dados empresariais e governamentais, a contabilidade aliada à sustentabilidade pode contribuir de forma positiva no campo de proteção ambiental. Especialmente no caso de empresas que se utilizam da exploração do meio ambiente. 

 

Assim, contabilidade ambiental é o registro do patrimônio ambiental (bens, direitos e obrigações ambientais) de tal entidade, expressos monetariamente. Seu foco está justamente na sustentabilidade, na responsabilidade social e no relacionamento com a comunidade.

 

Qual o objetivo da contabilidade ambiental?

 

Boa parte da degradação ambiental é causada pela produção de bens e serviços por conta do capitalismo que visa crescimento a qualquer custo. De certa forma, é um processo lógico. Bilhões de pessoas que habitam o planeta terra necessitam ter suas demandas atendidas. Alimentação, saúde, vestuário, mobilidade, tecnologia, etc. Com isso, recursos naturais passaram a ser utilizados de forma irresponsável para atender essas questões. Portanto, é necessário encontrar medidas para começar a reverter os problemas de degradação e escassez.

 

Nesse cenário, a contabilidade ambiental atua como uma força extra entre iniciativas que buscam promover a reflexão sobre tais assuntos. Profissionais do futuro, à frente de seu tempo, já estão aptos a incentivar gestões que estejam mais voltadas ao viés ambiental. Um direcionamento empresarial não pode mais focar somente em resultados e esquecer-se do ambiente no qual está inserido. 

 

Tanto do ponto de vista das leis, quanto das exigências do mercado e da concorrência, a responsabilidade social tornou-se pré-requisito básico às empresas. Na era em que vivemos, com o consumidor mais exigente, bem informado e antenado ao que acontece no mundo todo, os interesses financeiros da organização já não podem ser mais o único foco. É necessário manter o equilíbrio entre seus interesses econômicos, interesses da administração pública e da comunidade. Assim, promover esse balanceamento saudável é tarefa da contabilidade ambiental. 

 

Gestão financeira das iniciativas de recuperação de áreas degradadas, organização de pagamentos de multas em decorrência de possíveis irregularidades, gestão de estoque de produtos antipoluentes, controle dos investimentos em tecnologias antipoluentes, planejamento financeiro para possíveis perdas patrimoniais em função de eventos de cunho ambiental, controle de custos e despesas gerados por ações de contenção da poluição são tarefas da contabilidade ambiental.

 

Os benefícios da contabilidade ambiental para sua empresa

 

1) A contabilidade ambiental auxilia na identificação de custos, de forma que a tomada de decisões sobre investimentos passa a ser baseada em custos e benefícios que são medidos e analisados;

2) Através de estudos de diminuição de custos, é possível reduzir os gastos com água, energia e recursos de uma forma geral, sejam eles renováveis ou não;

3) A prática proporciona informações sobre a possibilidade de realização de ações ambientais, mostrando se vale a pena ou não promover determinada ação;

4) Transparência da gestão e melhora na imagem das empresas através do balanço ambiental;

 

Como aplicar contabilidade ambiental na sua empresa?

 

Inserir uma empresa em um nível de respeito ambiental perante o mercado, a ponto de que ela seja admirada por sua postura e responsabilidade socioambiental é motivo de orgulho. Para isso não existe uma receita mágica constituída, mas algumas ações que vão auxiliar no processo de práticas sustentáveis do balanço contábil das empresas. 

 

São elas:

 

- Mudar a mentalidade de sua empresa para depois criar um plano de ação ambiental;

- Calcular todos os custos envolvidos nas questões ambientais;

- Reunir e apresentar os dados coletados aos balanços contábeis;

- Trabalhar para que seja implementada a norma ISO 14.001, que tem o objetivo de adaptar processos, recursos e pessoas às práticas ambientais vistas como referência no mundo todo.

- Ser transparente quanto aos danos que a empresa provoca no meio ambiente.


E aí, vamos colocar a sua empresa em local de destaque por sua preocupação e desenvolvimento de ações que preservem o meio ambiente? Nada melhor do que uma assessoria contábil para te ajudar a identificar esses e outros aspectos que podem fazer sua empresa decolar.