6 serviços que só a contabilidade digital para fintechs pode oferecer

A contabilidade digital para fintechs é a solução para decolar sua startup e driblar a burocracia do setor financeiro.

 

Já imaginou ter um contador que entende o universo das startups e ainda conhece os desafios de inovar nos serviços financeiros?

 

Essa combinação é perfeita para apoiar o crescimento do seu negócio e deixar todas as obrigações em dia, além de fornecer insights para apoiar suas decisões.

 

Quer entender como funciona a contabilidade digital para fintechs e por que ela é tão exclusiva?

 

Continue lendo e conheça serviços contábeis feitos para você. 

 

Como funciona a contabilidade digital para fintechs 

 

A contabilidade digital para fintechs é um serviço de gestão contábil, fiscal e trabalhista pensado para as necessidades das startups financeiras.

 

Com o crescimento das empresas de inovação no setor financeiro e sua consequente regulamentação, os contadores especializados entenderam que era preciso acompanhar essas empresas mais de perto e oferecer soluções específicas. 

 

Em maio de 2020, o Brasil alcançou a marca de 742 fintechs — um crescimento de quase 35% em relação a 2019 — e mais de 900 milhões de dólares em investimentos captados por essas startups, de acordo com a pesquisa Distrito Fintech Report 2020.

 

Elas estão divididas entre seguintes setores:

 

-Meios de pagamento

-Crédito

-Backoffice (desenvolvimento de software de gestão financeira)

-Cartões

-Dívidas

-Risco e compliance

-Finanças pessoais 

-Fidelização

-Investimentos

-Serviços digitais

-Tecnologia

-Crowdfunding

-Criptomoedas.

 

Cada um desses segmentos tem suas próprias demandas contábeis e financeiras e precisa de uma empresa que dê conta da complexidade das suas operações — e faça tudo online, é claro. 

 

O que diferencia a contabilidade digital para fintechs

 

O que diferencia a contabilidade digital para fintechs do serviços para outras startups é o know-how específico sobre os desafios legais, fiscais e regulatórios dessas empresas. 

 

Toda empresa de inovação precisa de um contador que entenda sua realidade e acompanhe seu ritmo acelerado, mas no setor financeiro as exigências são ainda mais complexas.

 

Além de lidar com as mesmas obrigações legais de outras empresas, as fintechs precisam lidar com um ambiente regulatório próprio e, muitas vezes, obter autorizações do Banco Central do Brasil e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para determinadas operações. 

 

Além disso, a própria fintech opera com sistemas baseados em nuvem e ferramentas avançadas de automação que proporcionam acesso a informações financeiras em tempo real. 

 

Dessa forma, os contadores precisam ser ainda mais ágeis e operar no mesmo nível tecnológico para fornecer análises, projeções e relatórios a esse tipo de empresa.

 

6 serviços que só a contabilidade digital para fintechs oferece

 

A contabilidade digital para fintechs não sai na frente apenas por conta da tecnologia, mas também pelos seus serviços únicos.

 

Veja o que essas empresas têm a oferecer.

 

1. Acompanhamento das regulações 

 

O ambiente regulatório das fintechs está em constante evolução, e é tarefa da contabilidade acompanhar essas mudanças de perto.

 

Em 2018, o Banco Central lançou as duas principais regulações do setor:

 

-Resolução nº 4.656: institui os modelos de Sociedade de Crédito Direto (SCD) e  Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP), permitindo que fintechs de crédito atuem como instituições financeiras (e não mais apenas correspondentes bancários) e intermediadoras de empréstimos e financeiamentos P2P

-Resolução nº 4.657: permite que as fintechs realizem vendas de direitos creditórios, securitização e operações de custódia sem intermediário bancário.

 

Além disso, as empresas precisam ficar atentas às leis de segurança cibernética, proteção de dados e combate à corrupção e lavagem de dinheiro.

 

2. Cumprimento de especificidades fiscais

 

A contabilidade digital para fintechs também é essencial para orientar o planejamento tributário e lidar com as especificidades fiscais.

 

Por exemplo, para operar como SCD e SEP, é preciso passar por um longo processo de aprovação que inclui envio dos exercícios fiscais ao BACEN.

 

Além disso, é fundamental enquadrar a startup no regime tributário adequado para reduzir seus custos e manter a regularidade.

 

3. Apresentação de dados a investidores

 

Apresentar dados convincentes aos investidores é um dos momentos mais decisivos para uma startup — e não é diferente para as fintechs.

 

Por isso, a contabilidade digital para fintechs deve estar preparada para informar sobre a posição financeira da empresa com base em análises contábeis, fornecer relatórios completos com insights e orientar o empreendedor a argumentar sobre a performance do negócio.

 

Também é essencial que a empresa contábil entenda o conceito de BI (Business Intelligence) e saiba usar dados e métricas para prever resultados financeiros. 

 

4. Preparação para due dilligence

 

O due dilligence é a barreira final para a captação do investimento, e o contador precisa garantir que a fintech esteja preparada.

 

Por isso, faz parte do pacote de serviços auxiliar no preparo da documentação e assegurar que a situação tributária, fiscal e trabalhista esteja 100% em dia. 

 

5. Apoio ao planejamento 

 

A contabilidade online também é especializada em apoiar o planejamento financeiro e tributário das fintechs.

 

Com o crescimento acelerado, aumento dos investimentos e mudanças regulatórias constantes, essas empresas precisam de profissionais atualizados para auxiliar nas projeções de orçamento, adequações à legislação e possíveis alterações contratuais e de enquadramento.

 

6. Monitoramento de tendências

 

Por fim, só a contabilidade digital é capaz de acompanhar o ritmo das fintechs e se manter antenada às tendências do setor.

 

A próxima transformação será o open banking, que vai permitir o compartilhamento de dados e serviços entre instituições financeiras e abrir o mercado para as inovações financeiras.

 

Logo, a perspectiva é de que as fintechs se tornem ainda mais independentes e explorem um novo universo de possibilidades — muito mais democrático e descentralizado.

 

Contabilidade digital para fintechs é com a Comece Com o Pé Direito

 

A Comece Com o Pé Direito é a melhor solução de contabilidade digital para fintechs, capaz de preencher as lacunas do mercado contábil tradicional.

 

Enquanto os concorrentes não estão preparados para atender esse tipo de negócio, nós saímos na frente com uma ampla bagagem em contabilidade para startups e scale-ups, tecnologia de ponta e serviços sob medida.

 

Nas palavras do nosso especialista em Data Science e Business Intelligence, Giuliano Schossler: “Nós entendemos que cada cliente tem uma necessidade específica de análise da empresa, e o nosso propósito é fazer o negócio dar certo”.

 

Viu como a contabilidade pode ser feita especialmente para o seu negócio, por mais complexo que seja?  


Aproveite e fale com nossos especialistas para decolar sua fintech.