Dashboard financeiro no Power BI: para que serve e como criar um

dashboard financeiro power bi0
Blog > Inovação > Dashboard financeiro no Power BI: para que serve e como criar um

Se você precisa de um dashboard financeiro no Power BI, mas não sabe por onde começar, chegou ao lugar certo. 

Ao longo deste post, vamos explorar suas funcionalidades, importância, principais indicadores e uma solução sob medida para as empresas inovadoras. 

Quando feito do jeito certo, com informações que agregam valor à tomada de decisões, um dashboard financeiro com Power BI serve como uma bússola.

Quer ver como funciona?

Siga a leitura até o final e descubra.

O que é dashboard financeiro no Power BI?

Dashboard financeiro no Power BI é uma representação visual das principais informações financeiras de uma empresa, usando o Power BI da Microsoft como ferramenta. 

Ao consolidar dados de diversas fontes e apresentá-los de forma clara e concisa por meio de gráficos e tabelas, o dashboard proporciona uma visão ampla do desempenho financeiro da organização.

Trata-se de uma das aplicabilidades da análise de dados, cujo objetivo é embasar a tomada de decisão por meio da identificação de tendências, padrões e áreas de melhoria.

Vale mencionar que o Power BI é apenas uma das ferramentas usadas para fazer análise de dados e dashboards. 

Mas há outras ferramentas que também podem ser usadas para criar dashboards interativos e visuais, como Google Data Studio, Tableau, Qlik Sense, entre outras.

Para que serve o dashboard financeiro no Power BI?

O dashboard financeiro no Power BI tem como principal função manter o gestor informado sobre as finanças do negócio, com destaque para as informações estratégicas.

Assim, com uma “passada rápida de olhos”, é possível entender onde a empresa está e para onde está indo em termos financeiros.

Assim, com o dashboard no Power BI, você pode:

  1. Acompanhar em tempo real as receitas, despesas, lucros e outros indicadores-chave de desempenho (KPIs)
  2. Identificar tendências e padrões que podem impactar as finanças da empresa – e tomar medidas proativas para capitalizar oportunidades ou mitigar riscos
  3. Segmentar e analisar os dados financeiros de diferentes pontos de vista, como produtos e serviços mais lucrativos, regiões mais promissoras, etc
  4. Identificar áreas onde os custos podem ser reduzidos ou otimizados, contribuindo para a eficiência financeira da empresa e muito mais.

Ao consolidar as informações como essas em um único painel, o dashboard financeiro fornece insights valiosos que auxiliam na tomada de decisões.

Ao interpretar as informações, o gestor tem condições de decidir se mexe na precificação, investe mais na linha de negócio ou faz uma pivotagem completa.

Perceba que, embora o dashboard seja financeiro, as finanças correm pela empresa como o sangue circula pelo corpo.

Qualquer anomalia em outros departamentos respinga no caixa e pode ser captada pelos indicadores financeiros, dando ao gestor condições de tomar as devidas providências.

Indicadores do dashboard financeiro

Ao criar um dashboard financeiro no Power BI, uma das principais etapas é a configuração de indicadores-chave de desempenho (KPIs).

Especialmente no contexto das startups, os principais indicadores são os seguintes.

Receita total

A receita total é o faturamento da empresa, ou seja, a quantidade de dinheiro gerada pela venda de produtos ou serviços.

Acompanhá-la ajuda a entender a trajetória de crescimento da startup e sua capacidade de gerar caixa e resultados para os sócios e investidores.

Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

O Custo de Aquisição de Clientes (CAC) indica o valor médio necessário para adquirir um novo cliente, considerando todos os gastos envolvidos na captação de leads: comissão de vendedores, campanhas de marketing, custo de plataforma, etc. 

É importante para startups entenderem quanto estão investindo para conquistar cada cliente e se esse investimento é sustentável a longo prazo.

Lifetime Value (LTV)

O LTV é um indicador que também pode fazer parte de um dashboard financeiro no Power BI.

Sua função é indicar o valor médio que um cliente paga ao longo do tempo em que faz negócios com a startup. 

Você pode, inclusive, comparar o LTV com o CAC, a fim de verificar a viabilidade financeira do modelo de negócios e a eficácia das estratégias de retenção de clientes.

Taxa de churn

Refere-se à taxa de perda de clientes ao longo do tempo, um indicador muito importante com impacto no caixa da empresa.

Uma alta taxa de churn pode indicar problemas com a satisfação do cliente ou a proposta de valor do produto/serviço, portanto, quanto menor o KPI, melhor. 

Margem de contribuição

Esse não é um indicador específico para startups, mas fundamental também à gestão das empresas inovadoras.

Em resumo, representa a diferença entre a receita e os custos variáveis associados à produção ou entrega de produtos/serviços.

Acompanhar a margem de contribuição ajuda a entender a rentabilidade de cada venda e a identificar oportunidades de redução de custos ou aumento de preços.

Como criar um dashboard financeiro no Power BI

Para criar um dashboard financeiro no Power BI, o primeiro passo é criar um projeto de BI com diretrizes claras sobre quais informações são relevantes para o painel.

Com o escopo pronto, a etapa seguinte é criar o dashboard efetivamente, algo que demanda conhecimento técnico sobre o processo de análise de dados e sobre o Power BI especificamente.

De maneira geral, as etapas consistem em:

  1. Coleta de dados: importação dos dados financeiros relevantes para o Power BI, como relatórios de vendas, despesas, folha de pagamento, entre outros
  2. Transformação dos dados: limpeza e preparação conforme necessário, garantindo integridade e consistência
  3. Modelagem dos dados: processo inclui a criação de relações entre as diferentes tabelas e criação de medidas e métricas
  4. Design do dashboard: escolha dos elementos visuais adequados, como gráficos, tabelas e KPIs para representar os dados de maneira clara e simples
  5. Interatividade: adição de filtros para permitir que os usuários explorem os dados e façam análises mais detalhadas.

Com o dashboard financeiro no Power BI pronto, a última etapa é o compartilhamento dos relatórios aos usuários interessados, como CFO e outros tomadores de decisão. 

Especialistas em contabilidade, gestão financeira e business intelligence

Ao longo do artigo, vimos os principais elementos e o passo a passo de como fazer um dashboard financeiro com o Power BI. 

Há, no entanto, uma alternativa que pode ser muito mais vantajosa para o seu negócio: a terceirização dos projetos de BI a uma empresa especializada, como a Comece.

Com o nosso business intelligence, você monitora:

  • Evolução de fluxo de caixa
  • Análise orçamentária
  • Análises de liquidez, rentabilidade e lucratividade
  • Cashburn e runway
  • Comparativo de faturamento anual, MRR e ticket médio
  • Análise de custos e despesas
  • Ponto de equilíbrio e margem de contribuição
  • Análise de investimentos
  • CAC Payback
  • Análise de capital de giro.

É disso que você precisa?

Então, traga sua startup para a Comece e tenha soluções completas e sob medida para a gestão do seu negócio.

Qualquer dúvida, estamos à disposição!

Deixe uma resposta