Como organizar faturamento recorrente na empresa passo a passo

faturamento recorrente na empresa0
Blog > Financeiro > Como organizar faturamento recorrente na empresa passo a passo

Sabe como organizar o faturamento recorrente na empresa e escalar seu negócio

Com uma receita previsível, é mais fácil enxergar o caminho do crescimento e colocar sua empresa na rota certa.

Mas, para isso, é preciso se dedicar à gestão financeira e gerenciar muito bem seu sistema de cobrança, fluxo de caixa e projeções de orçamento.

Entender como organizar o faturamento recorrente interessa a você?

Então, siga a leitura e veja como cuidar melhor das suas finanças passo a passo. 

Como organizar faturamento recorrente na empresa

Se você quer saber como organizar faturamento recorrente na empresa, é porque aderiu ao modelo de negócio de assinatura ou mensalidade que está em alta no momento.

Nesse formato, os clientes pagam valores fixos regularmente (mensalidades ou anuidades) para ter acesso a produtos e serviços da empresa durante um determinado período, em vez de fazer compras esporádicas.

É a chamada economia da recorrência, que ganhou força com empresas digitais como Netflix, Spotify e Amazon e se espalhou por todos os segmentos do mercado. 

As pequenas empresas também entraram na tendência, criando os bem-sucedidos clubes de assinatura e serviços vendidos no formato de planos e mensalidades em geral. 

A vantagem é que você consegue prever quanto vai faturar todo mês, facilitando a gestão financeira, além de promover a fidelização dos clientes e padronizar as operações do negócio. 

Mas também é preciso saber organizar o faturamento recorrente, de modo que os clientes tenham opções práticas para pagar e a empresa tenha controle total sobre os recebimentos mensais. 

Vantagens do faturamento recorrente na empresa

Muitos empreendedores querem saber como organizar o faturamento recorrente na empresa para aproveitar as vantagens desse modelo.

Para começar, as mensalidades permitem um cálculo preciso da receita do negócio, tornando a gestão financeira muito mais simples.

Afinal, você sabe quanto vai entrar no caixa, quais os custos mensais do negócio e quanto sobrará de lucro

A operação da empresa também se torna mais prática, já que a receita é previsível e os custos ficam sob controle.

Aliás, esse é um dos fatores-chave para a escalabilidade dos negócios, pois os processos padronizados são perfeitos para promover o crescimento exponencial de uma startup.

E se a fidelização de clientes costuma ser um desafio para os negócios tradicionais, o faturamento recorrente também resolve esse problema com eficiência.

Para completar, é muito mais fácil combater a inadimplência com os métodos de cobrança recorrente. 

Como organizar o faturamento recorrente na empresa em 5 passos

Se você veio até aqui para aprender como organizar o faturamento recorrente na sua empresa, essa é a hora de começar a anotar.

Confira o passo a passo para estruturar seu negócio.

1. Implemente a cobrança recorrente

O primeiro passo para organizar o faturamento recorrente na empresa é implementar ou revisar seu sistema de cobrança. 

Basicamente, você precisa coletar os dados dos clientes (nome/razão social, CPF/CNPJ, contatos, endereço, etc.) e coletar a assinatura de termos e condições para a autorização da cobrança mensal.

No mesmo sistema, o cliente deve escolher sua forma de pagamento, que pode ser boleto, cartão de crédito, débito automático, entre outras. 

Para isso, é preciso ter um software de gestão capaz de armazenar esses dados e manter a base de clientes  sempre atualizada.

2. Automatize o processo de faturamento

Para que o seu negócio se torne escalável, é importante automatizar o processo de faturamento recorrente no financeiro.

Com as tecnologias certas, você consegue emitir automaticamente notas fiscais e boletos de cobrança e enviá-los aos clientes por e-mail todo mês, por exemplo. 

Também existem ferramentas de pagamento no mercado que fazem o lançamento automático da cobrança no cartão de crédito ou permitem programar o débito automático.

Com sistemas mais avançados, ainda é possível dar baixa automática do estoque e integrar todo o processo de vendas recorrentes em um único ambiente. 

3. Controle os recebimentos

controle de contas a receber é fundamental no pagamento recorrente, pois permite verificar a receita total da empresa e as datas de recebimento.

Dependendo do tipo de negócio, os clientes podem escolher diferentes datas de vencimento para o pagamento.

Por isso, o gestor deve estar atento às entradas no caixa e ter um bom plano de contas para conciliar os pagamentos e recebimentos. 

Além disso, é preciso ter atenção redobrada aos pagamentos atrasados para controlar a inadimplência (no caso de meios de pagamento não automáticos). 

4. Controle os custos e pagamentos

Também é essencial controlar as contas a pagar e os custos da empresa, aproveitando a vantagem da receita previsível.

Com o faturamento recorrente, você consegue organizar melhor os pagamentos a fornecedores e controlar os custos de produção ou prestação de serviços, por exemplo. 

Além disso, também fica mais fácil dimensionar o peso das despesas fixas da empresa (aluguel do escritório ou ponto de venda, folha de pagamento, contas de consumo, etc.) no orçamento. 

Tudo para garantir que os ganhos sejam maiores do que os custos e a empresa tenha o lucro desejado. 

5. Acompanhe relatórios e faça projeções

Para organizar bem o faturamento recorrente na empresa, você também precisa acompanhar de perto os relatórios financeiros e fazer projeções.

Assim, você tem controle sobre a situação financeira do negócio e consegue buscar lucros maiores, além de ter uma visão de longo prazo sobre o potencial crescimento da startup. 

Com os pagamentos recorrentes, é mais fácil prever quantos clientes você precisa para atingir uma meta de receita e expandir o negócio no próximo ano, por exemplo. 

Deixe que especialistas organizem seu faturamento recorrente

Em vez de se preocupar em como organizar o faturamento recorrente na sua empresa, você pode deixar essa tarefa com especialistas em gestão financeira.

Estamos falando da solução de BPO Financeiro da Comece Com o Pé Direito, que terceiriza o controle das finanças do seu negócio e faz ele funcionar em alta performance. 

Nós cuidamos de tudo para você: contas a pagar e a receber, fluxo de caixa, emissão de notas fiscais, conciliação bancária, envio de documentos para o contador, emissão e envio de boletos, projeção orçamentária anual e muito mais. 

E você ainda recebe relatórios visuais e intuitivos para tomar decisões melhores para o crescimento do seu negócio. 

Viu como organizar o faturamento recorrente na empresa pode ser mais prático?

Então, fale agora com nossa equipe e contrate um serviço sob medida para acelerar seu financeiro. 

Related Posts

Leave a Reply