10 KPIs financeiros fundamentais para a sua startup

kpis financeiros1
Blog > Gestão > 10 KPIs financeiros fundamentais para a sua startup

Os KPIs financeiros mostram o caminho para lucrar com a sua startup e crescer de forma sustentável.

Eles revelam se a empresa está dando lucro, se os custos estão muito altos, se o retorno sobre os investimentos é vantajoso e tudo o que você precisa saber sobre finanças.

Assim, você consegue monitorar a saúde financeira da sua startup de perto para tomar as decisões certas e melhorar seus resultados.

Quer ver quais são os KPIs financeiros mais usados em startups?

Então, siga a leitura e não perca mais esses indicadores de vista.

O que são KPIs financeiros?

KPIs financeiros são indicadores-chave de desempenho (do inglês Key Performance Indicators) ligados às finanças da empresa.

Basicamente, são as métricas que você precisa acompanhar para saber se o negócio é lucrativo, se as dívidas estão sob controle, se os investimentos estão tendo o retorno esperado, entre outros fatores importantes.

O faturamento, por exemplo, é um KPI financeiro básico, que consiste na receita bruta obtida a partir das vendas da empresa.

Outros exemplos são lucratividade, rentabilidade, liquidez e endividamento.

Para as startups, é fundamental monitorar esses indicadores, pois o capital disponível deve ser usado da forma mais eficiente possível para impulsionar o crescimento do negócio.

Além disso, as startups têm um fluxo de caixa diferenciado e um ritmo de mudanças acelerado, principalmente quando estão recebendo aportes.

Por isso, você não pode deixar de consultar os KPIs financeiros para entender como andam seus resultados e tomar as decisões certas para o futuro da sua empresa. 

10 exemplos de KPIs financeiros

Os KPIs financeiros precisam fazer parte do dia a dia de toda startup.

Confira os mais utilizados. 

1. Geração de caixa

A geração de caixa é um dos KPIs financeiros mais elementares, pois mostra quanto dinheiro a empresa está conseguindo ganhar a partir de suas atividades.

Se você controla as entradas e saídas do caixa, consegue visualizar facilmente o resultado das suas movimentações em cada período, que pode ser positivo ou negativo.

2. Liquidez corrente

A liquidez corrente mostra quanto a empresa tem disponível em caixa e recebíveis para arcar com suas obrigações de curto prazo.

Para chegar a esse valor, basta subtrair o passivo circulante (dívidas que devem ser pagas em breve) do ativo circulante (bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro). 

O resultado mostra se a empresa tem dinheiro suficiente para pagar suas contas ou se existe um endividamento em curto prazo.

3. Lucratividade

A lucratividade revela a capacidade da empresa de gerar lucro

É normal que esse valor seja mais baixo no início das startups, já que o foco é no crescimento rápido e escalabilidade, e não em lucros astronômicos.

Para descobrir sua lucratividade, é só dividir o lucro líquido pela receita bruta da empresa.

4. Rentabilidade

A rentabilidade mede o retorno que sua startup está proporcionando em relação aos recursos investidos

Para encontrar o valor, basta dividir o lucro líquido pelos investimentos realizados.

Esse é um KPI-chave, pois é usado por investidores para avaliar se vale a pena aplicar dinheiro na sua startup, conforme o retorno que ela oferece.

5. Burn rate

Burn rate é basicamente a taxa de queima do caixa da startup, ou seja, a velocidade com que a empresa está consumindo o capital investido.

É um KPI financeiro muito importante, porque mostra por quanto tempo seu negócio vai se sustentar até a próxima rodada de investimentos.

Geralmente, as startups têm muito o que investir para crescer, mas podem acabar no vermelho se gastarem o dinheiro rápido demais. 

6. Ponto de equilíbrio

O ponto de equilíbrio, ou break even, é um KPI financeiro que aponta o momento em que a startup iguala suas receitas e despesas

Ou seja: a partir desse ponto, o negócio vai começar a dar lucro efetivamente – antes dele, o resultado ainda é negativo. 

Como sabemos, algumas startups crescem muito até atingir seu ponto de equilíbrio, mas é preciso ficar de olho nesse indicador. 

7. CAC (Custo de Aquisição de Clientes)

O CAC (Custo de Aquisição de Clientes) é outro KPI financeiro essencial para startups, que mostra quanto você precisa investir para conquistar cada novo cliente

Para encontrar o valor, basta dividir os gastos com aquisição de clientes pelo número de novos clientes conquistados em um determinado período, considerando todos os custos de marketing e vendas.

8. LTV 

O Lifetime Value (LTV), ou valor do tempo de vida do cliente, indica quanto vale cada cliente na sua startup de acordo com os ganhos gerados durante todo o relacionamento.

Nas startups, a relação entre LTV e CAC é um indicador-chave para medir a sustentabilidade do negócio, pois de nada adianta conquistar muitos clientes se os custos forem maiores do que o retorno que eles proporcionam.

9. Capital de giro

O capital de giro é a reserva que a startup precisa manter em caixa para financiar suas operações. 

Toda empresa precisa calcular esse valor para garantir o pagamento de suas obrigações durante todo o ciclo financeiro. 

Em alguns casos, é preciso recorrer ao crédito para aumentar o capital de giro, principalmente quando as datas de recebimento e pagamento não coincidem. 

10. Endividamento

Por fim, o endividamento é um dos principais indicadores da saúde financeira do negócio.

Ele é calculado com base na diferença entre os ativos totais e passivos totais da empresa.

De acordo com o índice de endividamento, você consegue analisar se a empresa está com as dívidas sob controle ou se uma parte muito grande do capital foi comprometida com os débitos. 

Como extrair o melhor dos KPIs

Se você quer extrair o melhor dos seus KPIs financeiros, a solução é terceirizar sua gestão financeira para aumentar a eficiência.

Com o serviço de BPO Financeiro da Comece Com o Pé Direito, você tem um gerenciamento profissional e adaptado à realidade das startups — e tendo um custo muito menor do que o de uma equipe interna.

Nossa solução inclui o acompanhamento dos principais indicadores e geração de relatórios gerenciais como a DRE financeira (Demonstração do Resultado do Exercício), fluxo de caixa e análise de pagamentos. 

Além disso, abrange o controle de contas a pagar e a receber, projeção orçamentária anual, envio de documentos ao contador, emissão de notas fiscais, conciliação bancária e muito mais.

Assim, você ganha tempo para focar na estratégia da sua startup e tem as principais métricas do negócio sempre à mão para tomar decisões.

Gostou de conhecer os principais KPIs financeiros para startups?

Então, conheça melhor nossa solução de BPO Financeiro para usá-los de forma inteligente.

Leave a Reply