Métricas SaaS: o que são, quais as principais e como analisar os indicadores

métricas saas0
Blog > Gestão > Métricas SaaS: o que são, quais as principais e como analisar os indicadores

Precisando de métricas SaaS para gerir sua startup com mais inteligência e assertividade?

No universo das empresas de tecnologia que oferecem software como serviço, é praticamente impossível crescer e escalar sem fazer uso da análise de dados

Afinal, o que são métricas SaaS?

Quais as mais adequadas a esse modelo específico de negócio que oferece soluções para diversos tipos de empresas?

Neste artigo, vamos explorar o conceito, listar as principais métricas e discutir como monitorá-las e analisá-las de maneira prática e fácil.

Preparado?

O que são métricas SaaS?

Métricas SaaS são unidades de medida que alimentam os indicadores-chave de desempenho (KPIs) e ajudam empresas de Software as a Service a medir o sucesso de seus serviços e soluções.

Seu principal objetivo é fornecer insights valiosos sobre diversos aspectos do negócio, desde a aquisição de clientes à retenção e receita.

As métricas SaaS são vitais para identificar pontos fortes e fracos, tomar decisões estratégicas baseadas em informações confiáveis e ajustar táticas para alcançar os objetivos de negócio.

Cabe mencionar que as empresas SaaS operam em ambientes altamente competitivos e dinâmicos.

Para se manter no mercado e escalar, precisam de dados precisos e confiáveis. 

Podemos afirmar que as métricas SaaS são equivalentes à “bússola do marinheiro”: sem elas, o gestor não sabe ao certo qual rumo seguir.

Quais as principais métricas SaaS?

Existem diversas métricas SaaS que podem ser configuradas em um projeto de BI para uma empresa que presta esse tipo de serviço.

As principais são:

1. MRR (Monthly Recurring Revenue)

A MRR (Receita Mensal Recorrente) é uma das métricas SaaS mais importantes e que merecem destaque no dashboard de seu negócio.

Afinal, representa a receita recorrente gerada mensalmente pelos assinantes.

Além de oferecer uma visão clara e imediata da performance do faturamento, a MRR é essencial para prever o desempenho financeiro no curto prazo.

2. ARR (Annual Recurring Revenue)

A ARR é a versão anualizada da MRR, utilizada basicamente para avaliar o crescimento da receita em uma escala mais ampla.

Trata-se de uma métrica SaaS especialmente útil para investidores, parceiros de negócios e outros stakeholders, pois fornece uma perspectiva anual da saúde financeira da startup.

3. CAC (Customer Acquisition Cost)

O CAC mede o custo total envolvido na aquisição de um novo cliente, incluindo despesas com marketing, comissões, brindes, etc.

Toda empresa deve saber (e monitorar) seu CAC para entender o investimento necessário à expansão da base de clientes.

Mais adiante, veremos como garantir que esse custo seja justificado pelo retorno gerado, cruzando o CAC com um outro indicador.

4. LTV (Lifetime Value)

O LTV estima a receita total que um cliente gera durante todo o seu relacionamento com a empresa.

Um LTV alto indica que os clientes estão comprando mais das soluções ofertadas, o que é um indicativo de sucesso.

5. Churn Rate

Churn Rate é a taxa de cancelamento de assinaturas dentro de um período específico. 

Mantê-la nos menor patamar possível é essencial para o crescimento sustentável no longo prazo.

Afinal, um índice alto de cancelamento pode indicar problemas com o produto ou com o atendimento ao cliente.

6. ARPU (Average Revenue Per User)

O ARPU mede a receita média gerada por usuário em um período específico.

Trata-se de métrica SaaS muito útil para avaliar a eficiência das estratégias de preços e para identificar oportunidades de aumento de receita por cliente.

7. NRR (Net Revenue Retention)

O NRR calcula a receita retida de clientes existentes, considerando upgrades, downgrades e cancelamentos

Um NRR alto indica que a empresa não apenas mantém seus clientes, mas aumenta sua receita com eles.

8. CLTV/CAC Ratio

Essa relação compara o valor do tempo de vida do cliente com o custo de aquisição. 

Um ratio superior a 3:1 é geralmente considerado saudável, indicando que a empresa está gerando valor significativo a partir de seus investimentos em aquisição de clientes.

9. Burn Rate

A Burn Rate mede a taxa na qual uma empresa consome seu capital disponível antes de gerar fluxo de caixa positivo. 

Monitorar a Burn Rate é crucial para garantir que a empresa não esgote seus recursos financeiros antes de alcançar a rentabilidade.

10. NPS (Net Promoter Score)

O NPS é uma métrica de satisfação do cliente que indica a probabilidade de os clientes recomendarem a empresa a outros.

Um NPS alto é um indicador positivo de fidelidade e satisfação do cliente.

Qual a importância das métricas SaaS?

As métricas SaaS são fundamentais para o sucesso e a sustentabilidade das startups que operam esse modelo de negócio por várias razões.

Em primeiro lugar, elas orientam a tomada de decisão, fornecendo dados concretos que ajudam os gestores a entender o desempenho do negócio e a planejar estratégias.

Além disso, as métricas SaaS oferecem previsibilidade, possibilitando que o empreendedor identifique padrões, tendências e faça projeções sobre o crescimento e a receita.

A importância das métricas SaaS também se manifesta na identificação de problemas.

Métricas como Churn Rate e Net Promoter Score (NPS), por exemplo, são essenciais para detectar insatisfações dos clientes e pontos fracos no produto ou serviço, permitindo ajustes proativos.

Outro aspecto que vale destacar é a eficiência operacional.

Métricas como Customer Acquisition Cost (CAC) e Burn Rate ajudam a otimizar os gastos, garantindo que os recursos financeiros sejam utilizados de forma eficiente e sustentável.

Podemos afirmar que as métricas SaaS são ferramentas indispensáveis para orientar a gestão, melhorar a eficiência, prever o crescimento e garantir a satisfação dos clientes.

Como monitorar e analisar métricas SaaS

Para monitorar e analisar métricas SaaS, você precisará de estrutura de TI (própria ou terceirizada) que inclua ferramentas de Business Intelligence (BI) e um dashboard bem elaborado.

Alguns passos desse processo são:

1. Escolha das métricas SaaS mais relevantes

A identificação das métricas, das quais falamos nos tópicos anteriores, é uma das primeiras coisas a se fazer — levando em conta o projeto de BI como um todo.

Pode ser que você deseja monitorar apenas o desempenho financeiro da sua startup.

Ou implementar métricas que cobrem todos os aspectos do negócio, como operacional, marketing e vendas, contábil-fiscal, etc.

Ao escolher as métricas que mais se adequam ao seu negócio, dê destaque às que monitoram as receitas recorrentes, tanto mensal quanto anual (ARR e MRR).

Afinal, uma startup SaaS lida basicamente com assinaturas.

2. Utilize dashboards

Utilizar um dashboard de BI é fundamental para acompanhar as métricas em tempo real.

Você pode criar relatórios personalizados de acordo com as necessidades da sua empresa, unificando dados de diferentes fontes (CRM, ERP, ferramentas de marketing, etc).

Pode, ainda, usar modelos preditivos de análise de dados para antecipar tendências com base nos dados históricos e orientar a tomada de decisões.

3. Considere terceirizar suas demandas

Caso a sua startup não tenha uma estrutura própria para construir e manter um sistema de BI, considere terceirizar o serviço a especialistas.

Em geral, é uma alternativa muito mais eficiente, prática e com ótimo custo-benefício.

A Comece é um dos principais players no Brasil em soluções contábeis e inteligência de dados, com foco especialmente em startups, scale-ups e outras empresas digitais. 

Oferecemos diferentes projetos de BI em várias áreas, como contábil, marketing, financeiro, people analytics, além de consultoria especializada.

Ao terceirizar suas demandas com a gente, você tem à disposição:

  • Especialistas com amplo conhecimento em métricas SaaS e BI
  • Tecnologia avançada e atualizada
  • Suporte contínuo de nossa equipe para ajustes e melhorias necessárias
  • Muito mais tempo e tranquilidade para focar no que realmente importa: seu core business.

Gostou da ideia?

Para saber mais sobre como podemos ajudar o seu negócio a escalar, clique aqui e agende um bate-papo com um de nossos especialistas.

Você vai se surpreender!

Deixe uma resposta