People analytics: como fazer uma gestão de pessoas data-driven

people analytics0
Blog > Inovação > People analytics: como fazer uma gestão de pessoas data-driven

People analytics é a solução para startups que querem otimizar sua gestão de pessoas com o poder dos dados.

Estamos falando de fato da “analítica de pessoas”, ou seja, a análise de big-data sobre colaboradores para obter insights e tomar decisões melhores no RH.

Com essa estratégia, você utiliza a tecnologia para processar a análise de big-data sobre os funcionários e melhorar seus processos de recrutamento e seleção, avaliação de desempenho, treinamento e muito mais.

Quer ver como funciona o people analytics e por que vale a pena investir na ideia para a sua startup?

É só continuar a leitura e abrir sua mente para os novos métodos de gestão do capital humano. 

O que é people analytics e como funciona?

People analytics é a tecnologia de análise de dados aplicada à gestão de pessoas no RH. 

Com o uso de ferramentas digitais, essa metodologia permite transformar dados de colaboradores coletados pela empresa em insights valiosos.

Isso significa saber qual o perfil de comportamento dos funcionários, cruzar dados sobre retenção de talentos e clima organizacional, selecionar melhor qual profissional se encaixa em qual vaga, entre outras aplicações. 

Os métodos analytics já são utilizados largamente em outras áreas, como em vendas e marketing, por exemplo, e estão chegando com força à gestão de pessoas.

O objetivo é substituir a velha gestão por “intuição” ou “achismos” por uma gestão data-driven (orientada por dados), que se baseia em fatos concretos para a tomada de decisão no RH.

E se não faltam razões para seguir por esse caminho, também sobram desafios.

Segundo uma pesquisa realizada pela PwC em 2017, apenas 10% das empresas brasileiras alcançaram um alto grau de maturidade no people analytics e somente 17% utilizam esses dados em suas decisões estratégias sobre recursos humanos.

Os números indicam que, apesar de ser uma metodologia promissora, poucas organizações estão preparadas para usar a gestão de dados no RH. 

E claro que as startups têm maior potencial para assumir a vanguarda desse mercado. 

Como o people analytics ajuda startups

O people analytics tem o poder de revolucionar a gestão de pessoas nas startups e trazer mais agilidade e inteligência aos processos da área.

Quer entender como isso acontece?

Veja algumas aplicações práticas.

People analytics em recrutamento e seleção

Uma das principais aplicações do people analytics é na otimização do recrutamento e seleção das empresas.

Com uma ferramenta de análise e processamento de dados, é possível selecionar rapidamente os melhores candidatos a partir de um banco de currículos, por exemplo.

Dessa forma, o RH pode automatizar a triagem ou até mesmo utilizar a inteligência artificial para testar os candidatos. 

O resultado são contratações mais precisas e muito tempo poupado na rotina dos funcionários da área. 

People analytics no T&D

Na área de treinamento e desenvolvimento (T&D), a análise de dados é essencial para otimizar os investimentos em capacitação, que sempre impactam positivamente no desempenho dos times de trabalho.

É possível, por exemplo, usar os dados sobre desempenho dos colaboradores em cada função para fazer o levantamento de necessidades de treinamento (LNT), poupando tempo e esforço da equipe e mirando nos conteúdos certos.

Dessa forma, a startup investe somente nos treinamentos que realmente dão resultado e preencher os gaps de competências da equipe. 

People analytics no plano de carreira

O people analytics também é útil para desenvolver planos de carreira e garantir que os colaboradores sejam alocados nas posições certas dentro da startup.

Basta comparar as aptidões e perfis a partir dos dados no sistema e verificar quais trajetórias funcionam melhor para cada profissional.

Alguns podem ser mais inclinados a posições de liderança e outros a cargos de especialistas, por exemplo.

People analytics na gestão de benefícios

Já imaginou usar algoritmos para identificar quais benefícios oferecidos pela startup têm gerado mais engajamento e quais devem ser substituídos ou eliminados?

Isso é possível com o people analytics, que cruza diversas informações para analisar a relevância e o retorno de benefícios oferecidos. 

People analytics na retenção de talentos

Outro uso comum do people analytics é no controle do turnover.

Depois de coletar dados sobre as razões mais comuns para demissão e fatores de motivação para a permanência na empresa, é possível chegar a um diagnóstico para melhorar a retenção de talentos e reduzir a rotatividade. 

A mesma lógica é usada para entender o que faz diferença no engajamento dos colaboradores e investir em ações que melhorem o clima organizacional

People analytics na diversidade e inclusão

A análise de dados pode ser muito útil nos programas de inclusão e diversidade do RH.

Em vez de conduzir estudos e entrevistas, bastam alguns gráficos e relatórios para entender como está a distribuição de perfis dentro da startup e se há diversidade de gêneros, etnias, origens, gerações, etc. 

People analytics na avaliação de desempenho

Na avaliação de desempenho, o people analytics é uma ferramenta poderosa para acompanhar a evolução dos colaboradores e dar feedbacks precisos.

Em um único sistema, é possível armazenar dados sobre a performance dos funcionários nos mais diversos critérios e conduzir as avaliações e treinamentos com base nas descobertas.

Além disso, você consegue entender como anda a produtividade de colaboradores e equipes em um dashboard interativo, fazendo escolhas melhores sobre suas contratações, remunerações e metas. 

BPO de departamento pessoal: o futuro do people analytics

Se você quer fazer parte do futuro do people analytics, precisa conhecer a solução de BPO de Departamento Pessoal.

Basicamente, é a terceirização das principais rotinas do DP com direito a análises estratégicas e data-driven.

O serviço inclui a gestão de admissões e demissões, gestão de ponto, controle de férias, gestão da folha de pagamento, entre outras tarefas cotidianas.

Além disso, o BPO de Departamento Pessoal da Comece Com o Pé Direito tem o diferencial dos relatórios e dados estratégicos sobre a área, que ajudam você a tomar decisões mais certeiras na sua startup.

Com o apoio da análise de dados, ajudamos você a solucionar questões trabalhistas, otimizar processos e atender melhor seus colaboradores. 

Entendeu por que o people analytics é altamente estratégico para a sua startup?

Então, confira o que preparamos para você em nossa solução exclusiva.

Leave a Reply