SaaS dashboard: o que é, para que serve e como criar um

4
Blog > Empreendedorismo > SaaS dashboard: o que é, para que serve e como criar um

Assinar um SaaS dashboard pode ser uma estratégia eficiente, prática e de baixo custo para empresas que precisam de dados de qualidade e indicadores atualizados em tempo real.

Trata-se de uma solução que contribui muito com o processo de tomada de decisões, especialmente no universo dinâmico das empresas inovadoras. 

Mas o que exatamente é um SaaS dashboard?

Para que serve?

Quais KPIs (Key Performance Indicators) devem ser incluídos?

Se você chegou até aqui, provavelmente está em busca de soluções eficientes e rápidas de análise de dados para o seu negócio crescer sem medo.

Então, avance na leitura e descubra o que é, para que serve e como escolher um SaaS dashboard adequado ao seu modelo de negócio.

O que é um SaaS dashboard?

SaaS dashboard é uma ferramenta visual interativa contratada via Software as a Service que consolida, organiza e apresenta os principais dados de uma empresa na forma de gráficos e outras informações visuais. 

Ao usar um dashboard por assinatura, ao invés de manter uma estrutura própria, a empresa tem à disposição tecnologia de ponta com ótimo custo-benefício.  

Um dashboard, cabe mencionar, é um painel visual que funciona a partir de um projeto de business intelligence que tem como pano de fundo a análise e dados. 

Sua principal função é permitir que as empresas monitorem métricas essenciais de desempenho que ajudam na tomada de decisões. 

Como as ferramentas de BI possuem uma ampla variedade de recursos, os painéis podem ser configurados para atender às necessidades de diferentes setores da empresa, como marketing, contabilidade, operações, etc. 

Quando contratado por uma empresa que oferece software como serviço, o SaaS dashboard pode ser facilmente acessado pela web, permitindo que equipes distribuídas tenham à disposição as informações necessárias, independentemente de onde estejam.

Para que serve o SaaS dashboard?

De maneira geral, o SaaS dashboard tem como função permitir ao usuário uma leitura rápida da performance da empresa por meio de informações visualmente amigáveis.

Para tanto, seus gráficos e infográficos precisam estar sempre atualizados, de modo a permitir o acompanhamento constante das métricas-chave, como receita recorrente mensal (MRR), taxa de churn ou taxa de conversão, dentre outras.

Veremos mais sobre indicadores nos tópicos seguintes.

Um SaaS dashboard permite também a identificação de padrões e tendências ao longo do tempo, ajudando a prever acontecimentos futuros e ajustar estratégias.

Sempre que uma informação “salta aos olhos”, o gestor pode concentrar buscas, observar outras referências e investigar as causas para interpretar e contextualizar melhor as circunstâncias.

Por isso, quem usa a análise de dados integrada a dashboards customizados tem mais embasamento para tomar decisões.

Ao identificar gargalos e ineficiências, os dashboards permitem otimizações nos processos operacionais, além de manter todos da equipe alinhados com os objetivos e metas.

Quais KPIs vão no SaaS dashboard?

A escolha dos KPIs para um SaaS dashboard depende dos objetivos específicos da startup.

Você pode contratar um projeto de business intelligence com dashboards e indicadores para um setor específico (vendas ou contabilidade, por exemplo) ou para vários setores ao mesmo tempo.

No contexto das startups, no entanto, alguns indicadores-chave são fundamentais à gestão e, portanto, não podem faltar a um SaaS dashboard.

Os principais são:

  • Receita Recorrente Mensal (MRR): métrica crucial que indica a receita mensal gerada pelos clientes recorrentes, excluindo, portanto, os recebimentos esporádicos
  • Taxa de churn: percentual de clientes que cancelam os serviços durante um período específico (essencial para entender a satisfação e a lealdade do público-alvo)
  • CAC (Custo de Aquisição de Clientes): gasto total médio para adquirir um novo cliente, KPI fundamental para avaliar a eficiência das campanhas de marketing e vendas
  • LTV (Lifetime Value): valor total esperado que um cliente trará para a empresa ao longo de seu relacionamento
  • Taxa de Conversão: percentual de visitantes que se tornam clientes pagantes, uma métrica vital para medir a eficácia do funil de vendas
  • Taxa de Retenção: percentual de clientes que continuam usando o serviço ao longo do tempo, crucial para medir a satisfação e lealdade do público consumidor
  • Uso do Produto: métricas de uso, como número de logins diários, funcionalidade mais usada, etc., ajudam a entender o engajamento do cliente com o produto.

Ao escolher um provedor de SaaS dashboard, é importante atentar-se às funcionalidades da ferramenta, principalmente quanto à possibilidade de cruzamento de KPIs.

Toda métrica e indicador, por mais eficiente que seja, tem pontos positivos e negativos e não cobrem a realidade da empresa como um todo. 

Para uma interpretação correta, é importante que o gestor faça o cruzamento de métricas, como o CAC/LTV, a fim de obter uma leitura mais clara e precisa da situação

Como criar um SaaS dashboard eficaz?

Para ter acesso a um dashboard que ajude você a gerir seu negócio com eficiência e tomar decisões inteligentes, você tem dois caminhos:

  1. SaaS dashboard: solução contratada, geralmente acompanhada de um pacote mais amplo de análise de dados
  2. Dashboard próprio: solução interna, criada pelos próprios profissionais de TI, o que demanda um investimento substancialmente maior em infraestrutura e pessoal.

Mesmo que você contrate um SaaS dashboard, o profissional responsável pela parametrização precisará, para personalizá-lo conforme suas necessidades, de um roteiro que contemple as seguintes fases:

  • Definição clara do que você deseja alcançar com o dashboard — isso ajudará a determinar quais KPIs serão mais relevantes
  • Coleta de dados de fontes confiáveis, como CRM, ERP e bancos internos para garantir que as informações relevantes estejam disponíveis no dashboard
  • Criação de um design intuitivo e simples, usando gráficos e visualizações que facilitem a interpretação dos dados — sempre com foco no usuário final
  • Testes e ajustes, usando uma versão beta do dashboard para obter feedback da equipe
  • Treinamento dos usuários, capacitando-os para interpretar os dados do jeito certo e tomar decisões embasadas no âmbito de suas atribuições.

Perceba que, mesmo contratando um SaaS, é preciso otimizar as funções e ajustá-las às necessidades do seu negócio.

Dependendo do caso, é uma boa alternativa, mas se você achou tudo isso muito complicado, há um caminho ainda mais fácil e prático: os projetos de BI da Comece

Somos o principal hub de soluções para startups e scale-ups do Brasil. 

Além de pacotes completos de serviços contábil-financeiros, oferecemos projetos de BI com dashboard sob medida para diferentes áreas do seu negócio.

Ficou interessado?Então, marque um horário para falar com um dos nossos especialistas e descubra como a inteligência de dados pode ajudar você a tomar decisões muito mais assertivas para o seu negócio decolar!

Deixe uma resposta