Custo x Despesa: você sabe como classificá-los?

Ahhhh, o empresário. Pronto para decolar. Organizado para enfrentar as adversidades do seu negócio, encarar o mercado competitivo, fazer testes. Super pronto para escalar

 

Agora ele começou a vender. Investiu. Tirou dinheiro do caixa. Fez mais algumas compras, porém, ao final do primeiro mês: surpresa. Algo não está certo. Você sabe onde está o problema? 

 

O perigo de abrir um negócio é achar que tudo o que entra é lucro. O problema é que, se você não fizer a classificação dos seus custos e despesas, um erro pode ser fatal. E é sobre isso que vamos falar hoje. 

 

Você sabe como classificar um custo dentro de uma empresa? E como classificar as despesas? Você sabe a diferença entre custos e despesas? Sabe como classificá-los? Então rola aí a telinha que a gente vai te contar tudo o que precisa saber para gerir o seu negócio de forma saudável! 

 

O que são custos?

 

Custos são gastos de bens ou serviços utilizados como fatores de produção de outros bens ou serviços. Podemos citar como exemplos:

  • a matéria-prima de um produto;

  • o salário de um colaborador ligado diretamente a produção da empresa;

  • depreciação de máquinas e equipamentos;

  • materiais de conservação e limpeza;

  • viagens ligadas ao trabalho.

 

O que são despesas?

 

Despesas são bens ou serviços usados direta ou indiretamente para obter receita. 

Alguns dos exemplo são:

  • as comissões de um colaborador;

  • aluguel do espaço;

  • contas de água, internet;

  • lanche fornecido aos funcionários.

 

Segundo a analista contábil da Comece com o Pé Direito, Kellen Gedoz, a principal diferença entre custos e despesas é para qual fim o valor é utilizado. 

 

“CUSTO sempre está ligado ao produto e ao serviço e a DESPESA é todo suporte necessário para que a empresa opere. O desenvolvedor (custo) precisa de uma estrutura da administração (despesa) da empresa para poder produzir, por exemplo”, afirma Kellen. 

 

Como classificar os custos e as despesas?

 

Para poder classificar corretamente os custos e as despesas de uma empresa, você precisa identificar todas as saídas juntamente com o processo produtivo. Ou seja, fazer um levantamento de todos os setores da empresa e identificar o valor correspondente de cada área. 

 

Podemos classificar o custo em direto e indireto, fixo e variável. Consideramos aqui, produção tanto de bens quanto de serviços. 

 

Custos Diretos: valores que podem ser apropriados diretamente aos produtos, pois sabe-se a medida utilizada - quantidade (kg) de matéria prima.

 

Custos Indiretos: os valores precisam de uma forma arbitrária para mensurar a alocação aos produtos - manutenção da fábrica.

 

Custo Fixo: valores que tendem a ser contínuos, ou seja, que serão cobrados todos os meses independente da produção - salários. 

 

Custo Variável: varia de acordo com a quantidade produzida na empresa - energia elétrica da fábrica. 

 

As despesas podem ser classificadas como fixa e variável:

 

Despesa Fixa: gastos que tendem a ser constantes, como a conta de água, por exemplo.

 

Despesa Variável: gastos que variam mensalmente como a despesa financeira. 



Como esta classificação influência na demonstração do resultado da empresa?

 

A classificação precisa ser muito criteriosa para poder desenvolver análises corretas para a demonstração do resultado da empresa. É recomendável procurar um especialista na área, pois, se você se aventurar a criar um Ponto de Equilíbrio, por exemplo, com bases em classificações erradas, o Ponto de Equilíbrio estará errado também. 

 

Kellen ainda dá dicas sobre como fazer esse controle. “Falando brevemente da parte contábil, o contador precisa saber as classificações corretas para apurar o resultado de uma empresa enquadrada no Lucro Real, por exemplo. Então é ideal ter um profissional preparado para oferecer a assessoria contábil ideal para o seu negócio”, destaca.

 

O que é um centro de custo e para que serve?

 

Os centros de custos são uma forma de apropriar os valores gastos. Por exemplo, a alimentação de um colaborador pode ser classificada em um centro de custo de produção ou em centro de custo administrativo. 

 

Os centros de custos são definidos de acordo com a operação da empresa e servem para melhor mensurar os valores gastos em cada um. 

 

Os custos e despesas exigem conhecimento para uma correta classificação, para geração de relatórios gerenciais e estratégicos gerando uma tomada de decisão mais assertiva

 

Como os custos e despesas influenciam no orçamento de uma empresa

 

Para que seja possível dividir corretamente os valores para cada setor, e saber o que deve ser priorizado, uma empresa deve elaborar um planejamento orçamentário e projetar não só as receitas, como também os custos e as despesas de cada área. 

 

Pense que se você, como empresário, não classificar corretamente os seus custos e despesas, você não poderá destinar adequadamente os seus recursos e acabará não suprindo direito às necessidades de cada setor. Porém, não caia na cilada de chutar os valores que você não sabe. Essa aposta cega pode ter dado certo uma vez, mas vai te trazer muito prejuízo, a curto e longo prazo.

 

Você, quando fizer o seu planejamento financeiro, digamos que em um período de seis meses, precisa ter a definição clara dos seus gastos, ou cai no erro de colocá-los como gastos gerais. Por isso, é através do orçamento que será possível destinar corretamente os valores necessários - desde as contas mais básicas até os maiores investimentos da sua empresa.

 

Claro, se você já deixou isso passar em algum momento da sua jornada, é bem possível que isso possa ser corrigido. Porém, não faça destes erros um hábito. É conhecendo bem os custos e despesas da sua empresa que você poderá remanejar o orçamento, apertar aqui para folgar ali, e tornar a sua receita suficiente para o seu negócio.




Ficou mais claro agora quais são os seus custos e as suas despesas? Aqui você pode entender que esses conceitos são extremamente importantes e devem ser classificados de forma correta para dar maior precisão aos investimentos que você faz no seu negócio.


Não se esqueça que é sempre bom ter ao seu lado profissionais contábeis capacitados que irão te ajudar a escalar a sua empresa e a torná-la mais objetiva e rentável. Ainda não tem um profissional assim para te auxiliar? Então fale com a gente. Clique aqui e entraremos em contato com você!