Como montar um BPO financeiro em startups

como montar um BPO financeiro0
Blog > Financeiro > Como montar um BPO financeiro em startups

Pesquisando sobre como montar um BPO financeiro para a sua startup?

Este artigo vai ajudar você, mas vamos logo avisando: é preciso uma empresa especializada que seja mais do que um simples prestador de serviços.

Afinal, montar um BPO financeiro é delegar uma parte importante do seu negócio: as finanças. 

Mas não se preocupe: é possível estabelecer parcerias de sucesso que podem reduzir custos, otimizar rotinas e ajudar sua startup a decolar.

Quer saber como fazer do jeito certo? É o que vamos mostrar nos tópicos a seguir.

Como montar um BPO financeiro e por onde começar

Antes do passo a passo de como montar um BPO financeiro, vamos a uma breve explicação sobre o termo e sua importância para os negócios.

BPO é a sigla para Business Process Outsourcing, ou seja, Terceirização de Processos de Negócio, uma prática comum no ambiente corporativo.

Empresas dos mais diversos setores e segmentos adotam a terceirização como método de redução de gastos e aumento de eficiência.

O BPO é uma evolução da terceirização convencional por ser mais estratégica e incluir, após a Lei da Terceirização de 2017, também as atividades-fim.

Conforme uma pesquisa (em inglês) realizada pela Clutch, os principais benefícios do BPO financeiro são:

  • Redução de custos e despesas (12%)
  • Aumento de tempo dedicado ao core business (15%)
  • Ganho de eficiência na gestão (24%)
  • Aumento da flexibilidade (16%).

Nas startups, saber como montar um BPO financeiro faz muita diferença na evolução do negócio e no avanço às fases subsequentes

Mas para usufruir desses benefícios, primeiro você precisa fazer um diagnóstico da situação financeira do negócio e definir quais serviços pretende terceirizar.

Comece por aí e só depois procure um parceiro confiável com quem poderá contar para elevar sua empresa a outro nível. 

Como preparar sua startup para o BPO financeiro

Para montar um BPO financeiro que dê resultados, você precisa preparar sua startup.

Diante disso, é importante que seu negócio tenha:

  1. Um planejamento financeiro que inclua os principais milestones
  2. Um eficiente sistema de gestão que permita organizar o fluxo de caixa e as rotinas financeira e fiscal
  3. Previsão quanto ao break-even point.

Pode ser necessário que você refaça também alguns arranjos internos, como redefinição de funções e realocação de equipes.

Com uma noção clara de como está sua situação financeira, fica mais fácil definir quais tipos de serviços de BPO financeiro sua startup precisa.

Após arrumar a casa, a etapa seguinte é planejar como montar o BPO financeiro, incluindo a escolha do parceiro ideal.

Algumas dicas de passo a passo são essas que veremos a seguir.

Definição dos serviços a serem terceirizados

As empresas especializadas em BPO financeiro geralmente oferecem planos básicos, intermediários ou avançados. 

Pode ser que você queira terceirizar apenas uma parte das rotinas do seu financeiro ou todas as tarefas operacionais.

Escolha do parceiro estratégico

Uma empresa de BPO financeiro, como vimos, é mais do que uma simples terceirizada.

Afinal, você está delegando sua área financeira, um setor estratégico para qualquer negócio.

Portanto, o parceiro precisa ter boa reputação, capacidade técnica e condições de oferecer serviços de alto valor agregado, como consultorias que o ajudem na tomada de decisão.

Acompanhamento dos serviços prestados

Fechado o contrato, acompanhe com atenção a eficiência da prestação do serviço, a qualidade dos relatórios e do suporte.

Tudo correndo como programado, você pode se desprender das funções rotineiras e focar em estratégias para escalar sua startup.

Para te auxiliar nós criamos um e-book em parceria com a Conta Azul que vai ajudar você a entender tudo sobre o BPO, conhecendo os seus benefícios ainda mais a fundo – baixe agora gratuitamente.

Quais serviços de BPO financeiro contratar?

Agora que você já sabe como montar um BPO financeiro, pode estar se perguntando: quais serviços contratar?

Dentre os principais, destacam-se:

  • Fluxo de caixa: movimentação de entradas e saídas, podendo ser automatizada e 100% online
  • Conciliação bancária: conferência dos valores lançados no sistema com o saldo das contas bancárias
  • Análise de crédito e liquidez: avaliação, inclusive por meio de sistemas automatizados, do score de crédito dos clientes, bem como do prazo médio de recebimento da empresa e sua liquidez corrente
  • Indicadores de desempenho: gestão de métricas, como margem de lucro, ticket médio e ponto de equilíbrio, que ajudam o gestor a entender a performance do negócio
  • DRE (Demonstração de Resultado de Exercício): relatório contábil que indica em poucas linhas se o negócio foi lucrativo ou resultou em prejuízo em determinado período.

Esses são apenas alguns exemplos de serviços que podem integrar um BPO financeiro

É disso que sua startup precisa? Então, a Comece com o Pé Direito pode ajudar você.

Nosso BPO financeiro inclui desde captura de nota fiscal e emissão de boletos a um controle completo do seu fluxo de caixa. Agende agora mesmo um bate-papo com um de nossos especialistas e saiba como podemos ajudar sua startup a escalar.

Related Posts

Leave a Reply