BPO Financeiro para Startups: saiba tudo e mais um pouco sobre o assunto

BPO Financeiro0
Blog > Financeiro > BPO Financeiro para Startups: saiba tudo e mais um pouco sobre o assunto

O BPO Financeiro pode ser o que você está precisando para escalar de vez sua startup.

Com ele, você pode entregar sua gestão financeira nas mãos de uma equipe altamente qualificada e ter acesso às últimas tecnologias da área, além de receber relatórios e informações em tempo real para tomar decisões mais inteligentes.

Esse é um serviço que veio para livrar as empresas das preocupações com as finanças e elevar a terceirização a um novo patamar.

Afinal, você sabe que, para decolar, é preciso manter as finanças de seu negócio em dia e muito bem organizadas. 

O problema é que muitas vezes o tempo é insuficiente para que o empreendedor se dedique aos números, e nem sempre a contratação de profissionais para cuidar da gestão financeira está nos planos. 

Pois a solução para isso está justamente no BPO Financeiro. 

Ao terceirizar o gerenciamento financeiro de sua startup, você economiza dinheiro e fica mais tranquilo para cuidar do que realmente importa: seu core business.

Por isso, se você ainda se atrapalha com planilhas e está perdendo as contas de vista, é hora de conhecer o BPO Financeiro e seu poder de colocar ordem nas finanças da empresa. 

Leia até o fim e entenda por que essa terceirização vale a pena.

O que é BPO Financeiro?

BPO Financeiro é a terceirização da gestão financeira da empresa, que é assumida por um prestador de serviços especializado. 

A sigla BPO significa Business Process Outsourcing, ou Terceirização de Processos de Negócio em português, e se refere aos diversos processos e áreas da organização que podem ser transferidos para empresas terceiras em uma relação vantajosa

No caso do serviço de BPO Financeiro, uma equipe qualificada passa a cuidar da gestão das finanças da empresa e se responsabiliza por funções como plano de contas, controle do fluxo de caixa, emissão de notas fiscais, projeção orçamentária, entre outras tarefas essenciais. 

De acordo com o relatório (em inglês) 2019 Global Shared Services da Deloitte, a área mais terceirizada no mundo é a Tecnologia da Informação (TI), com cerca de 16% das funções delegadas a outras empresas, enquanto o departamento financeiro fica em quarto lugar, com 8% das funções terceirizadas – antes, ainda vêm customer service e contabilidade.

Em geral, as soluções de BPO Financeiro são oferecidas por empresas contábeis, que já lidam com as questões fiscais, trabalhistas e financeiras de seus clientes – logo, cuidar da das finanças é o próximo passo na evolução da parceria.

BPO financeiro x assessoria x consultoria contábil

Como você viu no tópico anterior, o BPO Financeiro consiste, basicamente, em terceirizar a gestão financeira de seu negócio.

É um conceito fácil de compreender.

A terceirização pode ser personalizada de acordo com cada perfil de cliente, e isso faz com que algumas empresas demandem mais serviços, e outras, menos. 

No geral, o BPO Financeiro contempla tarefas rotineiras, como emissão de boletos e notas fiscais, conciliação bancária, controle de fluxo de caixa, dentre outros serviços.

Assessoria e consultoria contábil, por outro lado, apresentam diferenças que nem sempre são percebidas com clareza. 

Muitos empreendedores tratam os dois conceitos como sinônimos, mas não são, pois há diferenças importantes que você deve saber.

A assessoria contábil é um serviço de assistência prestado por profissionais autônomos ou escritórios de contabilidade relativos ao dia a dia da empresa.  

O trabalho de assessoria consiste em analisar dados, indicadores, fundamentos e aconselhar o gestor, do ponto de vista técnico, na tomada de decisões relacionadas às finanças. 

O assessor também coloca a “mão na massa”, participando ativamente da execução das ações.

Já a consultoria contábil é um serviço mais estratégico, demandado, em alguns casos, para resolver problemas específicos que vão além das atividades técnicas e operacionais.

O planejamento tributário, por exemplo, que visa a descobrir meios legais de pagar menos impostos, é uma situação na qual a consultoria contábil é de grande valia.

O consultor até analisa dados, indicadores e outros fundamentos da empresa, mas seu trabalho se limita a apontar quais caminhos seguir. 

A decisão e a implementação das ações, de fato, ficam a cargo do gestor. 

Como funciona o BPO Financeiro

Para o BPO Financeiro funcionar perfeitamente, você precisa ter em mente que a terceirizada não será apenas uma empresa prestadora de serviços: será uma parceira do seu negócio

Além de toda formalidade, como cláusulas contratuais, é preciso construir uma relação de confiança.

A startup precisará compartilhar dados importantes sobre o dia a dia das finanças, de forma a possibilitar a realização do trabalho. 

Em relação às questões bancárias, por exemplo, é importante ressaltar que a senha usada é restrita a consultas e nenhuma movimentação é feita pela terceirizada. 

O principal objetivo do BPO Financeiro, nesse caso, é organizar a conciliação bancária e as contas a pagar e a receber. 

Mercado de BPO Financeiro no Brasil e no mundo

De acordo com o relatório (em inglês) Global Finance and Accounting Outsourcing Industry, publicado pela Market Report, o mercado global de BPO financeiro e contábil deve movimentar US$ 14,6 bilhões (cerca de R$ 76,8 bilhões) até 2025, crescendo a uma taxa anual de 4,9%. 

O estudo ressalta que a terceirização ganhará força mesmo com os impactos da crise do coronavírus e recessão global – ou justamente por causa desse cenário, já que esse tipo de serviço pode reduzir custos e facilitar a adaptação das empresas à nova realidade. 

Enquanto isso, uma pesquisa (também em inglês) realizada pelo portal de terceirização Clutch mostra que 37% das pequenas empresas do mundo já terceirizam processos de negócio.

No Brasil, o termo BPO Financeiro está se tornando mais popular e vem ganhando força desde a Lei da Terceirização de 2017, que ampliou as possibilidades para terceirizar qualquer atividade na empresa (incluindo as atividades-fim).

No entanto, as empresas brasileiras ainda estão compreendendo o conceito, pois nosso histórico de terceirização ainda está muito ligado às atividades secundárias, que são totalmente diferentes da solução completa e de alta qualidade que o BPO oferece –  incluindo não apenas a gestão de processos, mas também a gestão da informação

Com o crescimento do mercado de BPO, a tendência é que empresas de todos os portes e segmentos comecem a investir nessa terceirização estratégica e aproveitem as vantagens de ter seu financeiro gerenciado por especialistas

Por que contratar um BPO Financeiro?

Os motivos para contratar um BPO Financeiro são os mesmos que levam à terceirização em outras áreas da empresa: ganho de tempo, aumento na eficiência e redução de custos.

Antes, as empresas costumavam terceirizar mais atividades de apoio como limpeza, manutenção e segurança, e confiavam algumas poucas áreas como a contabilidade aos prestadores externos.

Com o avanço da terceirização para áreas mais estratégicas, ficou claro que qualquer organização poderia se beneficiar do BPO para agilizar seus processos de gestão e ganhar tempo para focar no que realmente importa para o sucesso do negócio – o chamado core business (atividade principal). 

Esse aspecto é especialmente importante para startups, scale-ups e empresas de inovação em geral, que precisam de serviços ágeis e soluções data-driven para escalar seus negócios e basear suas decisões em métricas. 

Segundo a já citada pesquisa Clutch, estas foram as principais razões para a contratação do BPO Financeiro em pequenas empresas:

  • Aumento da eficiência na gestão (24%)
  • Aumento da expertise à disposição do negócio (18%)
  • Mais flexibilidade (16%)
  • Ganho de tempo entre colaboradores para se dedicar às tarefas do core business (15%)
  • Redução de custos operacionais (12%).

Vamos explorar mais essas vantagens ao longo do texto, mas, por enquanto, é importante entender que o BPO Financeiro é um serviço estratégico que agrega valor ao negócio – e não apenas uma função operacional transferida a terceiros. 

Quando buscar um serviço de BPO Financeiro em startups

O BPO Financeiro é indicado para diferentes tipos de empresas, mas tem relevância ainda maior no cotidiano das startups.

Por serem empresas em desenvolvimento, não há, na maioria dos casos, clareza na definição de funções e divisão de tarefas. 

Sendo assim, o BPO Financeiro será viável para a sua startup se:

  • Sua equipe de colaboradores ainda é reduzida e não há profissional com as habilidades necessárias para lidar com as finanças
  • Você pretende reduzir custos com estrutura e pessoal dedicados exclusivamente ao gerenciamento financeiro
  • Sua startup está em busca de apoio especializado na organização financeira como parte de uma estratégia de captação de recursos
  • Você ou outro sócio está ocupando tempo demais com tarefas burocráticas e rotineiras.

O BPO Financeiro faz mais sentido para startups que estão em fases ainda embrionárias.

Não que empresas maiores não possam terceirizar a gestão das finanças, mas cada caso é um caso. 

É que, se o financeiro for muito grande e complexo, pode ser mais vantajoso manter todos os processos internamente, sob controle de um departamento dedicado e exclusivo.

9 soluções que o BPO financeiro traz para a empresa

A melhor forma de entender a diferença que faz um BPO Financeiro é conhecer suas soluções e vantagens para as empresas.

Veja como o serviço pode revolucionar seu negócio.

1. Controle financeiro minucioso

Um dos pilares do BPO Financeiro é o controle minucioso das finanças, realizado por especialistas que dominam o fluxo de caixa e sabem como organizar as contas a pagar e a receber para manter a empresa sempre no azul. 

Ao contratar o serviço, você terá uma equipe dedicada a implementar rotinas financeiras adequadas para o negócio e acompanhar cada entrada e saída do caixa, com direito a projeções para os meses seguintes e uma visão sempre à frente

Assim, você sempre saberá como está a lucratividade, liquidez, capacidade de pagamento e nível de endividamento, por exemplo. 

Com o BPO Financeiro, você passa longe dessas estatísticas e garante um controle financeiro mais efetivo, sem risco de se endividar por falta de caixa, capital de giro insuficiente ou desorganização no plano de contas.

2. Ganho de tempo para focar no core business

Outra questão que o BPO Financeiro soluciona é o excesso de tempo gasto com a gestão das finanças, quando a equipe poderia estar utilizando essas horas preciosas para se dedicar ao core business da empresa. 

Em startups e scale-ups, por exemplo, é comum que os próprios empreendedores assumam o controle das finanças sem a qualificação necessária para isso por causa de equipes enxutas e caixa modesto.

Felizmente, o BPO Financeiro é um serviço acessível que resolve facilmente esse problema, permitindo que os gestores e colaboradores foquem nas atividades centrais do negócio e não se preocupem mais com números, demonstrativos e boletos. 

3. Redução de custos operacionais

Para quem acha que o BPO Financeiro é um serviço para poucos, a boa notícia é que a solução cabe no orçamento de qualquer empresa e ainda sai mais barata do que contratar um profissional de gestão financeira. 

Além de poupar os custos de folha de pagamento e manutenção de equipes e colaboradores de finanças, o BPO Financeiro também ajuda a empresa a economizar em treinamentos e sistemas de gestão

Depois de contabilizar todos os gastos com um profissional ou equipe própria de gestão financeira, certamente o BPO será a opção com melhor custo-benefício para o negócio. 

4. Acesso à tecnologia e inovação

Outra vantagem exclusiva do BPO Financeiro é o acesso à tecnologia e à inovação proporcionado à empresa, já que estamos falando de prestadores especializados que trazem as últimas tendências em gestão financeira na era da transformação digital.

Na pesquisa (em inglês) Global Outsourcing Survey, realizada pela Deloitte, 93% das empresas globais adeptas do BPO afirmam que seus prestadores de serviços utilizam soluções em nuvem e tecnologias como RPA (Robotic Process Automation). 

Essa liderança em inovação do BPO tem ajudado a tornar seus clientes mais ágeis e competitivos, pois a maioria das empresas não teria condições (financeiras e estratégicas) de adotar as soluções tecnológicas por conta própria – sem contar a dificuldade em manter os sistemas atualizados. 

No caso do BPO Financeiro, você terá acesso a sistemas de gestão financeira em nuvem e recursos como automação de tarefas, controle do caixa em tempo real e geração de relatórios em poucos cliques, em vez de perder tempo com planilhas do Excel e métodos ultrapassados. 

É o caso da Comece com o Pé Direito, que utiliza a plataforma Conta Azul para gerenciar as finanças dos clientes 100% online, com total segurança e agilidade. 

5. Informação estratégica para a tomada de decisão 

Outra frente essencial do BPO Financeiro é sua capacidade de prover informações valiosas para a tomada de decisão na empresa. 

Afinal, a gestão financeira não se resume ao controle imediato do caixa, pois grande parte do trabalho está no planejamento estratégico: o diagnóstico e projeção de indicadores financeiros e definição de estratégias para maximizar os lucros do negócio.

É nesse ponto que muitas empresas falham, pois estamos falando de um processo complexo de inteligência e gestão da informação que só o BPO Financeiro de alta performance pode oferecer. 

Com o serviço certo, você terá dados confiáveis para tomar decisões importantes da empresa e receberá essa informação em relatórios intuitivos e fáceis de compreender, já que a linguagem técnica das finanças não costuma ser muito amigável.

Por exemplo, uma projeção de desempenho detalhada pode mostrar se é o momento de investir na ampliação do negócio ou conter os custos.

6. Mais flexibilidade e praticidade

O BPO Financeiro também se torna atrativo pela sua flexibilidade e praticidade. 

Para começar, o serviço pode ser personalizado de acordo com as necessidades de cada empresa, com todas as limitações e responsabilidades registradas em contrato.

Assim, se você está no início do negócio e quer um plano de BPO Financeiro mais simples, focado no fluxo de caixa e na conciliação bancária, é possível ter um pacote sob medida e de baixo custo. 

Da mesma forma, uma empresa com alto volume de vendas pode adquirir um plano mais robusto, que contemple análises e projeções mais complexas.

Logo, a grande vantagem é que o BPO Financeiro é um serviço totalmente escalável (atenção, startups) e que pode ser adaptado ao ritmo e ao momento da empresa, acompanhando o crescimento dela.

Além disso, é muito mais prático conferir suas informações financeiras organizadas em um sistema online acessível a qualquer hora e lugar

7. Mais segurança para o negócio

Em relação à segurança, que é uma grande preocupação na terceirização, o BPO Financeiro só tem vantagens: 

  • Sistemas mais estáveis com total disponibilidade de informações financeiras da empresa (acessibilidade na nuvem)
  • Proteção contra perda, danos e vazamento de dados financeiros (políticas e tecnologias de segurança da informação)
  • Prevenção da interrupção dos serviços financeiros por problemas na infraestrutura da empresa.

Evidentemente, para ter as garantias de segurança, é fundamental contratar empresas de credibilidade e devidamente certificadas.

Uma dica é verificar se a empresa é registrada em órgãos como o Conselho Regional de Contabilidade. 

8. Atendimento e suporte especializado

Outra vantagem do BPO Financeiro é contar com o atendimento e suporte especializado de profissionais experientes da área contábil e financeira.

Esses profissionais vão atuar como consultores da empresa, resolvendo as dúvidas mais comuns dos empreendedores e orientando a tomada de decisão, dependendo do plano contratado.

Além disso, a tendência é que fiquem disponíveis para atendimento online por chat, chamada de vídeo e e-mail, além do clássico telefone para quem prefere uma ligação rápida.

9. Conexão da contabilidade com o financeiro

Por fim, a conexão da contabilidade com o financeiro é mais um diferencial do BPO Financeiro.

Por padrão, o serviço inclui o preparo e envio de documentos para o contador, facilitando os trâmites e a manutenção do compliance da empresa.

Se a mesma empresa for responsável pela contabilidade e BPO financeiro do seu negócio, você terá um poderoso núcleo de gestão contábil e financeira 100% integrado, com várias tarefas automatizadas e um fluxo contínuo de informações sobre a performance do negócio. 

Assim, será ainda mais fácil tomar as melhores decisões para a saúde financeira da empresa, manter as obrigações em dia e reduzir custos com impostos e burocracia. 

Como escolher uma empresa de BPO Financeiro

Para escolher uma empresa de BPO Financeiro que seja parceira do seu negócio, é preciso atentar-se a alguns passos, como os enumerados a seguir:

1. Defina suas necessidades

O primeiro passo é definir quais são as necessidades de sua empresa. 

Algumas startups carecem de um trabalho completo, que inclui a terceirização de toda a gestão financeira e até consultorias. 

Outras optam por terceirizar apenas uma parte do trabalho. 

2. Procure o parceiro certo

Ao avaliar os candidatos à prestação do serviço, seja criterioso. 

Sua startup vai transferir a um terceiro uma parte sensível do negócio: as finanças.

O BPO Financeiro, portanto, não é tarefa para um fornecedor comum. 

O terceirizado precisa atestar competência técnica e apresentar garantias de que seus dados estarão seguros. 

Aqui na Comece Com o Pé Direito, prezamos muito pela transparência e deixamos claro no contrato de prestação de serviços os direitos e deveres das partes.

3. Avalie o suporte e treinamento 

Outra característica importante que deve ser levada em consideração no processo de contratação é o suporte e o treinamento.

Cheque se a empresa tem profissionais à disposição para tirar dúvidas e fornecer informações sobre o status das operações.

Verifique também os canais de atendimento, seja por telefone ou outros meios, como chat, aplicativos de mensagem e e-mail. 

4. Participe do diagnóstico e implantação

Definido o parceiro, a próxima etapa é o diagnóstico e a implantação do BPO Financeiro.

Aqui na Comece Com o Pé Direito, é nessa etapa que obtemos todos dados da sua empresa, analisamos a situação financeira e apresentamos uma proposta de trabalho.

5. Faça o acompanhamento

Fechado o contrato de terceirização, todo o trabalho que antes ocupava seu tempo e demandava atenção é transferido para a empresa especializada. 

A partir de então, você passa a ter acesso a relatórios e demonstrativos claros e de fácil compreensão, ganhando mais tempo para focar no seu core business.

Comece com o Pé Direito: BPO Financeiro descomplicado

Todas as vantagens do BPO Financeiro estão ao seu alcance com o serviço “Financeiro Descomplicado” da Comece com o Pé Direito: um gerenciamento de finanças feito sob medida para startups e scale-ups.

Como o nome sugere, a solução simplifica sua gestão e remodela totalmente a estrutura do seu financeiro, incluindo serviços como:

  • Diagnóstico, implantação e treinamento
  • Controle do fluxo de caixa
  • Controle de contas a pagar e a receber
  • Conciliação bancária
  • DRE Financeira
  • Emissão de notas fiscais e boletos
  • Projeção orçamentária anual
  • Ferramenta de gestão online Conta Azul
  • Captura automática de NFs de compra do SEFAZ.

Tudo isso com a combinação exclusiva entre atendimento humanizado e tecnologia de ponta da Comece com o Pé Direito, que entende o ritmo acelerado das startups e oferece um BPO Financeiro tão inovador quanto o seu negócio.

Ainda tem dúvidas sobre as vantagens do BPO? 

Nós criamos um e-book em parceria com a Conta Azul que vai auxiliar você a entender tudo sobre o BPO, conhecendo os seus benefícios ainda mais a fundo – baixe agora gratuitamente.

E então, ficou claro por que o BPO Financeiro é um atalho para o sucesso? 

Para conhecer melhor a essa solução revolucionária, é só agendar uma conversa com a gente.

Related Posts

Leave a Reply